30 agosto 2018

AO VERDADEIRO CRISTÃO

AO VERDADEIRO CRISTÃO

APOCALIPSE 17:
7 E o anjo me disse: Por que te admiras? Eu te direi o mistério da mulher, e da besta que a traz, a qual tem sete cabeças e dez chifres.
8 A besta que viste foi e já n ão é, e há de subir do abismo, e irá à perdição; e os que habitam na terra (cujos nomes não estão escritos no livro da vida, desde a fundação do mundo) se admirarão, vendo a besta que era e já não é, mas que virá.
9 Aqui o sentido, que tem sabedoria. As sete cabeças são sete montes, sobre os quais a mulher está assentada.
10 E são também sete reis; cinco já caíram, e um existe; outro ainda não é vindo; e, quando vier, convém que dure um pouco de tempo.
11 E a besta que era e já não é, é ela também o oitavo, e é dos sete, e vai à perdição.
12 E os dez chifres que viste são dez reis, que ainda não receberam o reino, mas receberão poder como reis por uma hora, juntamente com a besta.
13 Estes têm um mesmo intento, e entregarão o seu poder e autoridade à besta.

O nº 13 e a COR VERMELHA são nº e cor utilizados pelo satanismo. Via de regra, o satanismo pratica a mentira. Ainda que a longo prazo, "fazem de conta" para atingirem os seus objetivos malignos.

NÃO VOTE EM Dilma Rousseff 13 PARA NÃO FICAR COM UM GRANDE PESO NA CONSCIÊNCIA POR TER PARTICIPADO DA ESCOLHA DE UM DOS "CHIFRES" DA BESTA DO APOCALIPSE; QUE SERÃO REIS DESTA TERRA.

PELAS COISAS QUE ESTÃO ACONTECENDO, EM GRANDE ESCALA NO MUNDO, SABEMOS QUE  A VOLTA DO SENHOR JESUS CRISTO ESTÁ BEM PRÓXIMA.

ACREDITE! OS PRÓXIMOS REIS (PRESIDENTES, LÍDERES DE ESTADO) SERVIRÃO À BESTA!

A ESTRELA DE CINCO PONTAS, O NÚMERO TREZE E O VERMELHO SÃO TRÊS DOS SÍMBOLOS DO SATANISMO.

SE NÃO QUISER VOTAR NO OUTRO, CANCELE SEU VOTO COM "00" (ZERO ZERO – DUAS VEZES O ZERO ZERO): ZERO ZERO – CONFIRMA e ZERO ZERO  CONFIRMA. É ASSIM QUE EU IREI VOTAR.

Dilma Fala que nem Cristo tira sua vitória:




Há, até, sites divulgando que DILMA é satanista:




"A pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, acertou com o presidente do PMDB, Michel Temer, a vaga de vice na chapa presidencial. Em um jantar entre os dois na noite passada, o primeiro desde que o presidente da Câmara passou a ser cotado à vaga, ambos decidiram juntar esforços para construir palanques únicos nos Estados.

O objetivo do encontro foi mostrar unidade e acenar com um acordo eleitoral cuja formalização está prevista para o mês que vem. Antes disso, é preciso resolver entraves em terrenos importantes como Minas Gerais, segundo maior colégio eleitoral do país, palco de disputa entre PT e PMDB.

"Eu ouvi com muita alegria da pré-candidata Dilma que se, eventualmente, o PMDB me indicasse para a vice, ela receberia (a indicação) com muito agrado", afirmou Temer a jornalistas, ao lado da ex-ministra, ao sair do jantar.

Com muito cuidado, nenhum dos dois saiu da reunião proferindo anúncios. Mas também não há dúvidas hoje de que o partido de Michel Temer chancelará seu nome.

A convenção da legenda ocorrerá somente na segunda semana de junho, quando o casamento será sacramentado. "Considero ele um nome muito importante na questão da pré-candidatura a vice. Não posso chamar de noivado nem pré-casamento, porque é uma decisão que a partir de agora vai amadurecer também no PMDB. A gente não pode nesse momento atropelar nenhum processo", completou a pré-candidata ao ser questionada.

"Nos interessa a aliança estratégica entre PT e PMDB com vistas à disputa de 2010. Dentro dos nomes apresentados ou cogitados destaca-se o do presidente da Câmara federal...Ele tem todas as credenciais para pleitear a pré-candidatura a vice", adicionou.

Temer fica fortalecido. Sua indicação nunca foi vista com entusiasmo no Planalto. A questão é que somente ele é capaz de reunir o maior número das forças partidárias para fechar a aliança.

"Nós dois agora temos que fazer muito esforço para fazer um ajuste definitivo nos Estados", adiantou o dirigente, para quem ainda são necessárias costuras políticas também no Pará e na Bahia.

Esse foi o principal passo dado até agora no sentido de celebrar o consórcio nacional com os peemedebistas, maior sigla do Brasil e legenda com maior número de prefeitos e governadores. Maior bancada da Câmara, o partido tem em sua vitrine o maior tempo de TV para propaganda eleitoral.

O encontro ocorreu no mesmo dia em que o PSC, da base de sustentação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, decidiu aderir à campanha do pré-candidato do PSDB, José Serra. Isso dará a ele cerca de 50 segundos a mais de programa.

O PP, também do campo governista, é igualmente cortejado por Serra e pode levar a vaga de vice caso decida acomodar-se na coligação oposicionista. Nesse caso, o senador Francisco Dornelles (RJ) completaria a chapa."